COMUNICADO: PAINEL DE SEGURANÇA DE BARRAGENS VISITA O AÇUDE LUCRÉCIA E ANUNCIA MEDIDAS DE SEGURANÇA DEVIDO AO ENVELHECIMENTO DAS PAREDES.

COMUNICADO:  PAINEL DE SEGURANÇA DE BARRAGENS VISITA O AÇUDE LUCRÉCIA E ANUNCIA MEDIDAS DE SEGURANÇA DEVIDO AO ENVELHECIMENTO DAS PAREDES.

  COMUNICADO:  PAINEL DE SEGURANÇA DE BARRAGENS VISITA O AÇUDE LUCRÉCIA E ANUNCIA MEDIDAS DE SEGURANÇA DEVIDO AO ENVELHECIMENTO DAS PAREDE

 

COMUNICADO:  PAINEL DE SEGURANÇA DE BARRAGENS VISITA O AÇUDE LUCRÉCIA E ANUNCIA MEDIDAS DE SEGURANÇA DEVIDO AO ENVELHECIMENTO DAS PAREDES.

A equipe de especialistas denominada ‘Painel de Segurança de Barragens’ visitou esta semana o Açude Lucrécia para dar andamento ao trabalho de vistoria que foi iniciado em 2018, junto com as obras de melhorias nas paredes do açude através do programa Governo Cidadão, do Banco Mundial/Governo do Estado.

Na época, o ex-prefeito Vagner Araújo estava à frente do programa como Secretário de Gestão de Projetos do Governo do Estado, e contratou as obras de recuperação e conservação das paredes do açude, o que agora está em fase de conclusão.

No mesmo período, Vagner também contratou especialistas nacionais em segurança de barragens para fazer uma vistoria mais profunda na estrutura do açude. Construído por trabalhadores braçais, o açude de Lucrécia foi inaugurado em 1933.

“Lembro que em 1974 nosso açude andou muito perto de ser levado pela invernada que teve. Eu era criança, com 5 anos, mais recordo do helicóptero vindo várias vezes trazendo cimento para injetar na parede do açude. A cidade estava isolada por estrada e o governador Cortez Pereira salvou o açude usando a aeronave. De lá pra cá o açude envelheceu, o tempo em que ficou sem água ressecou as paredes, surgiram formigueiros e portanto achamos oportuno realizar essas sondagens para ver as condições das paredes enquanto fazíamos algumas obras de melhoria e conservação mais urgentes”, destacou o ex-secretário.

O trabalho contratado por Vagner foi continuado na atual gestão do Projeto e as conclusões são de que, sim, as paredes do açude estão com sua estrutura envelhecida e comprometida e precisam passar por uma recuperação mais profunda, praticamente serem refeitas com novo material e com equipamento especializado, o que deverá ser viabilizado com o financiamento do Banco Mundial ou pelo Governo Federal, através do DNOC’S a quem o açude pertence.

PREFEITA PEDIRÁ AUDIÊNCIAS

A prefeita Ceição Duarte informou estar solicitando audiências junto ao governo do estado e ao DNOC’S, para tratar da realização das obras estruturais indicadas pela equipe de especialistas visando solucionar os problemas apontadas no relatório de vistoria. O documento foi elaborado e finalizado pelo Painel de Segurança de Barragens com base nas normas técnicas mais recentes.

Enquanto as novas obras não forem realizadas, serão adotadas medidas de segurança que incluem o monitoramento e o rebaixamento da sangria para evitar que, havendo grande inverno, o açude não chegue a um volume de água que pressione a estrutura das paredes.

COMMENTS